Ativa nervos motores e gera energia muscular, estimula o fluxo de bile, faz bem para a pele e, sob o ponto de vista psicológico, elimina ou reduz a depressão.
Esta é uma vibração positiva e atua sobre o sistema nervoso, influenciando a atitude mental e a vitalidade orgânica.
O centro do plexo solar é o mais crítico de todos para a vitaliza-ção do corpo todo, atuando como deve atuar um assimilador e distribuidor de energias para os demais chacras.
Dispepsia
Este estado pode ser causado tanto por excesso de vermelho quanto de azul no sistema. Deve-se distinguir, utilizando o fato de que aqueles que têm excesso de vermelho são usualmente magros, ao passo que os que têm muito azul costumam ser gordos e faltos de vitalidade.
Respiração profunda colorida pelo raio amarelo e ingestão de água carregada pelo amarelo diariamente se fazem recomendáveis.
O plexo solar deve ser exposto ao amarelo duas vezes por dia, durante trinta minutos.
O antídoto para um excesso de vermelho é o raio azul, que reduz a irritação e restaura a saúde.
Diabete
Nesta moléstia ocorre um depauperamento do sangue.
A luz amarela deve ser dirigida ao centro do plexo solar, durante quinze minutos, duas vezes por dia e deve-se promover a ingestão de água carregada por amarelo, duas vezes por dia, todos os dias.
Este tratamento reduz a gordura nas células e dá condições para que o sangue retorne ao normal.
O tratamento deve ser feito lentamente.
Flatulência
O tratamento para este tipo de moléstia é simples, bastando tomar água carregada por amarelo lentamente entre as refeições.
Constipação
A luz amarela deve ser dirigida ao estômago e abdómen durante vinte minutos à noite e pela manhã. A respiração colorida pelo raio amarelo deve ser praticada e pequenas quantidades de água carregada pela radiação amarela devem ser tomadas entre as refeições.
O amarelo é contra-indicado nos casos de inflamação aguda, febre, superexcitaçâo e palpitação cardíaca. Contudo, muito amarelo pode ocasionar diarreia, posto que esta cor estimula o fluxo da bile.
Curta