O raio índigo entra e circula em torno do chacra situado atrás da testa, muitas vezes chamado o terceiro olho. Afirma-se que controla a glândula pineal e é um maravilhoso purificador da corrente sanguínea. De modo similar ao raio laranja ajuda a expandir a mente e a libera de medos e inibições. O índigo é a combinação de azul-
-escuro com uma pequena quantidade de vermelho.
A glândula pineal se relaciona com o potencial nervoso, mental e psíquico do homem de modo que os órgãos da visão e audição estão sob a influência do raio índigo.
Talvez seja por esta razão que o raio índigo seja um poderoso anestésico – seu emprego é um modo de obter anestesia sem perda de consciência.
Dieta adequada para auxiliar a atuação do raio índigo pode incluir os alimentos listados para o raio azul e também os que se prestam para o raio violeta.
Sob o ponto de vista psicológico, clareia e limpa as correntes psíquicas do corpo. Sempre tem poderoso efeito em complicações mentais graves como obsessão e outras formas de psicose. O raio índigo purifica e estabiliza onde quer que temores e repressões tenham causado moléstias mentais graves.
O índigo pode ser usado no tratamento das afecções dos olhos, dos ouvidos e do nariz e também nas moléstias dos pulmões, asma e dispepsia.
A surdez pode, por vezes, ser o resultado de uma recusa de ouvir a voz da consciência ou iluminação ou simplesmente da voz dos que estão próximos ao paciente. Aqui parece ocorrer uma interio-rização da atenção. Naturalmente, nem sempre é assim, mas, em todo caso, o raio índigo pode ser de grande ajuda em qualquer problema de ouvido, nariz e garganta.

Curta