O diagnóstico, segundo os diversos métodos, é dirigido ao corpo etérico e seus sete principais centros de força.
A condição e atividade desses centros precisam ser, antes de mais nada, tornadas acessíveis, pois são os campos de força ou os corpos invisíveis do homem e, em particular, o etérico que formam a estrutura ou malha pela qual o veículo físico é construído e determinam a atividade vital e saúde do corpo.
O terapeuta sabe muito bem que a respiração correta e o ar fresco são necessários para a saúde e poderá, talvez, sugerir exercícios de respiração colorida para suprir as falhas que diagnosticou.
Pode ainda relembrar a seu paciente o valor da luz do Sol, do ar marinho e do campo como sendo úteis para a revitalização do corpo.
Não poderá esquecer a contribuição aportada pelas vitaminas no suprimento da energia necessária ao corpo vital. Isso se torna cada vez mais importante na medida eui que nossa alimentação torna-se mais e mais desvitalizada pela adição de conservantes e outros aditivos.
A sabedoria antiga, em seus ensinamentos, identifica sete chacras principais ao longo da coluna e na cabeça. Tais chacras são vórtices de matéria sutil e representam centros de energia. Os órgãos do corpo têm afinidade com cada um destes.
O chacra vermelho, na base da espinha, controla o funcionamento do sistema criativo e reprodutor. Esse é o foco para o tratamento de problemas de tais sistemas.
O chacra kranja é centrado no baço e influencia o processo de digestão e assimilação. Tratamento de problemas desses processos deve focalizar-se nesse centro.
O chacra amarelo situa-se no plexo solar e centraliza-se o tratamento nesse chacra quando a desarmonia detectada localiza-se nas glândulas adrenais, pâncreas é fígado.
O chacra verde é o coração. Moléstias do coração, do sangue e do sistema circulatório são tratadas através deste chacra.
O chacra azul relaciona-se com a garganta e situa-se na porção inferior do pescoço. Moléstias da garganta, tiróide e paratiróide são tratadas através deste chacra.
O índigo é o chacra da fronte, localiza-se entre as sobrancelhas e relaciona-se com a glândula pituitária. Esta glândula é a principai responsável pelo controle de todo sistema endócrino. Deve balancear a super ou a subatividade de outras glândulas e pode trabalhar excessivamente em consequência disto. Moléstias do cérebro, olhos, nariz, ouvidos e do sistema nervoso são tratadas através deste chacra.
As sugestões que seguem são devidas a autoridades em cor, como S. G. J. Ousley, Gladys Myer e Roland Hunt.

Curta