Outro método consiste em respirar cores. Sente-se diante de uma janela aberta, relaxe-se e expire todo o ar de seus pulmões. Respire então na cor necessária visualizada mentalmente. Inspire durante um certo tempo, retenha o ar durante o mesmo tempo e mantenha a expiração durante o mesmo período de tempo.
É muito difícil indicar este tempo para todas as pessoas mas é conveniente ir aumentando o período à medida em que a vitalidade aumenta — por exemplo: inspirando durante a contagem de um a quatro, retendo a respiração durante o tempo de um a quatro e exalando o ar no mesmo intervalo de contagem. Aumenta-se a contagem na medida em que as condições o permitirem.
A respiração colorida é melhor executada antes ou depois do café da manhã ou, ainda, após a refeição da tarde — nunca como a última coisa do dia.
Pode-se visualizar os três primeiros raios como fluindo da Terra até o plexo solar. As últimas três — azul, índigo e violeta — podem
ser respiradas como provenientes do ar. O raio verde pode ser visto como fluindo, para o sistema, na horizontal.
Alguns cromoterapeutas não usam nenhum aparelho, mas apenas suas mãos sensitivas, dirigindo-as para o centro do problema, visualizando a cor do raio a ser empregado. A mão direita é a mão positiva e é colocada sobre o plexo solar, enquanto que a mão esquerda é mantida sobre o chacra mais próximo da sede do problema. Esse grande centro nervoso foi mencionado várias vezes anteriormente, devido à sua importância sobre a saúde. Quando a mão direita, ou positiva, colocada sobre o plexo solar e a mente visualiza e dirige o raio terapêutico correto, a energia de tal raio pode, então, fluir através do sistema nervoso. A mão esquerda do terapeuta completa o circuito.
Após cerca de cinco minutos, a mão esquerda pode ser retirada e recolocada ao final do tratamento, que termina assim que o terapeuta julgue necessário» Quando a mão esquerda é reimposta, o movimento circular pode ser executado, para retirar qualquer vibração negativa. Qualquer terapeuta lhe dirá que as mãos devem estar quentes e que o tratamento deverá terminar com uma curta proje-ção de cor à espinha.
Uma versão reduzida do tratamento acima consiste no passe colorido, em que apenas as mãos são usadas para transmitir cor ao paciente.
Mais uma vez, é necessário focalizar a intenção da transferência, dizendo, por exemplo, desejo aliviar “Fulana” em suas persistentes dores de cabeça, transmitindo o raio azul para restaurar a harmonia. O terapeuta — após ter se concentrado em sua intenção e mantido em sua mente a cor do raio a ser transmitido — circula sua mão em torno da cabeça do paciente, em gesto largo, junta, então, suas mãos e, propelindo-as para a frente, na direção do corpo do paciente, retira as vibrações negativas deste.
Muitos terapeutas julgam que certos alimentos devem ser incluídos na dieta do paciente durante o tratamento, segundo o tipo de raio colorido requerido; relatamos tais alimentos em capítulo anterior. Podem ainda, é claro, aconselhar a respiração de cores e a água magnetizada.

Curta