Signo Aquário: nascidos em 22 de Janeiro

Os nascidos em 22 de Janeiro manifestam uma espécie de energia elétrica que repele algumas pessoas e atrai outras.

Indivíduos expressivos, podem ter dificuldade em controlar sua impulsividade na vida pública e privada.

Um tipo de indivíduo nascido em 22 de Janeiro apresenta uma imagem cuidadosamente controlada em público, mas faz de tudo na vida privada.

Outro tipo tem dificuldade em controlar seu lado mais rebelde na vida profissional.

Os mais bem-sucedidos (e que vivem uma vida mais longa) são os capazes de conduzir cautelosamente sua natureza impulsiva através de mares emocionais conturbados, tanto no setor privado quanto público.

O controle emocional é evidentemente uma questão central para os nascidos em 22 de Janeiro.

Precisam entender que podem ser mais eficazes no contato com outros quando sua paixão for moderada e derem aos outros mais espaço para respirar.

Os amigos, amantes e familiares, em geral, se distanciam quando sua irascibilidade vem à tona, interpretando os acessos não como um sinal de riqueza emocional, mas de distúrbio emocional.

Na vida profissional, os nascidos em 22 de Janeiro fazem bem ao seguirem conselhos mais maduros e o caminho mais ponderado e prudente possível.

Não há razão para temerem que seu trabalho careça de vitalidade, energia criativa ou originalidade; devem é prestar atenção ao detalhe e ao aperfeiçoamento de suas habilidades.

Não precisam temer que conselhos os limitarão ou de alguma forma os farão serem menos autênticas — ou seja, a maneira como sua personalidade é construída — isso seria praticamente impossível.

Os mais evoluídos têm paciência e percepção na medida da profundidade do seus sentimentos.

Pode ser doloroso no início, mas a capacidade de se verem e, conseqüentemente, ao seu trabalho, como verdadeiramente são, é essencial se quiserem ter sucesso em estabelecer relacionamentos significativos e perspectivas de negócios lucrativos.

Além disso, é imprescindível que melhorem sempre suas habilidades sociais — interessando-se pelo trabalho dos outros, ouvindo suas opiniões, compartilhando, discutindo e apreciando seus pontos fortes e fracos.

Quando tais qualidades de empatia são combinadas com o vigor característico dos nascidos em 22 de Janeiro, surge uma pessoa verdadeiramente poderosa e completa.

Os nascidos em 22 de Janeiro não lidam bem com a depressão, portanto, logo que possível quando adultos devem procurar se conhecerem a um nível profundo e avaliarem suas capacidades de forma realista.

Seguir uma linha de trabalho com toda a sua força é, em geral, o melhor que têm a fazer — construindo e crescendo, devagar e seguramente.

No entanto, durante essa fase de construção positiva um contratempo emocional maior pode atrapalhá-los, atrasá-los enormemente, portanto, precisam naturalmente prevenir-se contra isso.

A solução não é a repressão, mas encontrar uma válvula de segurança que libere o vapor quando sua temperatura começar a subir.

Continua lendo >>>