Home / Cromoterapia / Raio índigo

O raio índigo é refrigerante, adstringente e elétrico. Atua sobre as glândulas paratiróides, mas depressiona a tiróide. Reduz a hemorragia e afeta os níveis emocional e espiritual. Pode-se cuidar de obsessões.
É empregado para o tratamento de moléstias de olhos, nariz e ouvidos, sendo também benéfico no tratamento de algumas desordens mentais e nervosas.
Pode ser empregado também no tratamento de complicações pulmonares e problemas estomacais.
Surdez
Observou-se que tal condição deve-se amiúde à infelicidade e introversão na infância — a criança começa a introverter-se e a afastar-se dos demais. Um esforço no sentido de maior extroversão, assim que a moléstia começa a melhorar, pode ser de grande ajuda.
A luz índigo deve ser dirigida à orelha ou orelhas e a respiração no raio índigo deve ser praticada pela noite e de manhã.
A orelha ou orelhas devem ser banhadas com água carregada por raios índigo, uma vez ao dia.
Catarata
Há dois estágios de tratamento. No primeiro, deve-se praticar a respiração colorida pelo raio índigo e os olhos devem ser banhados com água carregada de luz índigo.
Panos embebidos em água carregada devem ser postos na fronte.
No segundo estágio de tratamento, a luz índigo é dirigida, por trinta minutos diários, aos olhos e fronte.
Inflamação de olhos e ouvidos
A inflamação dos olhos é devida, por vezes, a distúrbios digestivos. Nesses casos, tanto os raios azul quanto índigo podem ser dirigidos à face e cabeça.
As dores de ouvido costumam ceder ao tratamento com luz índigo e ingestão de água carregada por raio índigo, duas vezes ao dia.
Pneumonia
Este é um excelente e rápido remédio para a pneumonia. O tratamento com raio índigo baixa a temperatura e cura os pulmões.
Desordens mentais
Mostrou-se que o raio índigo é eficiente no tratamento de desordens mentais, quando o paciente é violento e excitável.
Quando o paciente está deprimido e inerte, os raios laranja dão resultado.